Em música, Professor Montilha homenageia Rio Paranapanema

Conhecido em Piraju e região pela sua didática e pelo seu curso preparatório para concursos, professor Antônio Montilha também compõe e canta.



Através da composição “O Rio”, de 2012, homenageia o Paranapanema, em especial o trecho de sete quilômetros de corredeiras que se estende do Salto do Piraju (Garganta do Diabo) até o Parque do Dourado.
No ano em que Montilha compôs e gravou a canção, a barrageira EC Brasil dava início à série de ataques à legislação pirajuense no campo jurídico na intenção de construir a usina que sepultaria o último trecho vivo do rio. Esse assédio, somado à luta dos munícipes para preservar a natureza, foi a inspiração básica para a música do professor.
“Incondicional amante do rio”, como diz a canção, Antônio Montilha é do tipo que aprecia as águas correntes e briga pelo Panema. Se vê alguém deixando latinhas de cerveja às suas margens, por exemplo, chama a atenção e orienta a pessoa a depositar seus resíduos num cesto de lixo. 

“O Rio Paranapanema é um dos rios menos poluídos do Brasil. É um tesouro não só do estado de São Paulo, mas de todo o país. Somos sortudos de tê-lo correndo por dentro de nossa cidade, passando vivo aos nossos pés e aos nossos olhos”, diz Montilha, que acrescenta: “Não podemos abrir mão dessa preciosidade por causa do vil metal. Não tem dinheiro no mundo que pague por esse rio”. 
Ouça a canção aqui:



Um comentário:

  1. Fiquei emocionado, porque sempre tive uma grande admiração por esse artista amigo. Parabéns Toninho Montilha!

    ResponderExcluir